Estamos juntos: Vida Longa ao Sarau do Binho

Categoria: Destaques — Enviado por em 22 de junho de 2012 20:31


A ITCP-FGV acompanha projetos de geração de trabalho e renda, desenvolve trabalhos de assessoria técnica e capacitação em cerca de 40 comunidades e entre essas comunidades está a região Campo Limpo e Capão Redondo onde estão associações parceiras como a União Popular das Mulheres onde jovens operam o Banco Comunitário União Sampaio já mencionado em outro post, a Agência Solano Trindade, a Loja Colaborativa É D’Marca, o Ninho Sansacroma e tinha o Sarau do Binho que foi fechado pela Prefeitura de São Paulo.

Há oito anos o espaço reúne poetas, cantores, músicos, atores e outros artistas populares que se revezam de forma livre, com o propósito de mostrar sua arte para quem estiver interessado em ver e ouvir. O Sarau do Binho já se transformou em marco importante de expressão cultural para poetas e escritores dos movimentos de periferia da cidade.

“O Sarau é um laboratório. Aqui as pessoas trazem suas criações e aprendem o gosto por ler e escrever. Do laboratório popular, mais do que textos, sai também a consciência cidadã fortalecida”, explica o Binho.

Por conta do fechamento o Sarau do Binho tem acontecido momentaneamente em caráter itinerante, sem um ninho, mas sem perder a ternura jamais e para dar continuidade ao projeto do Sarau do Binho no local próprio, a comunidade está junta na campanha via Catarse com o objetivo de captarem 20 mil reais para voltarem a operar.

Conheçam mais informações sobre essa campanha assistindo os vídeos abaixo:

 

 

 

1 Comentário

  1. Sergio Lords disse:

    Temos que nos unir na periferia e mostrar que temos uma cultura, e , não deixar que politico nenhum obstrua essa liberdade.
    Pois o que nos fortalece é o nosso direito de expressão, pois o de ir e vir já nos foi tirado…

    Poeta Sergio Lords (recanto das letras)

Publique sua Opinião



+ um = 10